Partido Liberal Democrata

Manifesto

MANIFESTO DO PARTIDO LIBERAL DEMOCRATA  PLD 

LANÇADO EM 20 DE AGOSTO DE 1985

NA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE SÃO PAULO

Publicado no D.O.E. (Diário Oficial do Estado); Seç. I, São Paulo, 95 (168), sexta feira, 6 set. 1985

 

O SR. PRESIDENTE – HÉLIO FURLAN – PTB – Tem a palavra o Nobre Deputado Jorge Fernandes, um dos autores do pedido de realização  desta sessão solene.

O SR. JORGE FERNANDES – PTB – Sr. Presidente Hélio Furlan; Componentes e autoridades maçônicas que compõem a Mesa; meu caro e prezado irmão Deputado

Tonico Ramos; meus caros irmãos e deputados nesta Casa de Leis Marcelino Romano Machado. Augusto Toscano, Sylvio Martini, Maurício Najar; demais deputados,

meus irmãos, queríamos na noite de hoje, a exemplo do que fizemos nos três anos consecutivos, fazer a nossa oração em comemoração ao Dia dos Maçons.

Infelizmente, por motivos de saúde não tivemos possibilidade de fazê-lo, como era nossa intenção. Então, meus irmãos, nesta oportunidade, atendendo a pedido do

Presidente da Liga Progressista Democrática – LPD. Dr. Alvaro Solon Coelho, liga da qual este deputado faz parte desde sua iniciação na maçonaria.

Sr. Presidente, Srs. Deputados , meus irmãos, hoje dia do Maçon, há de se reviver os grandes feitos registrados nas páginas da História do Brasil.

A Família e a Sociedade usufruem as grandes realizações patrióticas, tais como  as proclamações d Independência e a República promovidas por dedicados Maçons,

Os pertencentes ao  CLUBE NOVA PÁTRIA, QUEEM 15 DE JUNHO DE 1847 FOI TRANSFORMADO    na  LOJA MAÇÕNICA YPIRANGA Nº 83.

No Cenário Político Nacional, a Maçonaria sempre esteve presente nos acontecimentos que edificaram a Soberania Pátria.

Notamos que a nossa não participação  DIRETA  e  ATIVA, permitirá a deturpaçãodos nossos ideaise o retrocesso às situações por nós combatidas.

Entretanto, através da entidade paramaçônica LIGA PROGRESSISTA DEMOCRÁTICA – LPD,  fundada em 21 de abril de 1964,  de revigoramos o Sagrado dever

De  defender a Liber4dade, a Igualdade, a Fraternidade eca Evolução, Símbolos da Justiça.

Assim,  os Maçons membros da LPD, inspirados sob a proteção do Supremo Arquiteto  do Universo, conclamam todos os Maçons a participarem da organização da

entidade Política Partidária, de linha profundamente democrática e liberal conforme os princípios e filosofia da MAÇONARIA UNIVERSAL, criando o PARTIDO LIBERAL

DEMOCRATA – PLD., que dará aos Obreiros da ARTE REAL , as condições e oportunidades indispensáveis  para uma participação direta  e efetiva  no desenvolvimento

e   aperfeiçoamento  das instituições, empunhando suas ferramentas de trabalho visando a reconstrução da Nação.

A consecução desses objetivos parte integrante do Programa do Partido Liberal Democrata – PLD .,  a ser oficialmente  criado em 12 de novembro, data natalícia do seu

Patrono o TIRADENTES, proceder-se-á com o lançamento do seguinte Manifesto:

 

MANIFESTO  DE  LANÇAMENTO

O  Partido Liberal Democrata – PLD., nesta fase que marca o  início da livre manifestação sobre o pensamento político da Nação, conclama o povo brasileiro a cerrar fileiras

Em prol da Unidade e da Preservação da Soberania Nacionais, sem descaracterizar a sapiência do ser humano, imagem e semelhança  do Supremo Arquiteto do Universo,

Razão  fundamental  do Estado sem paternalismo e politicamente organizado.

Colocar, acima de qualquer outro objetivo político, a manutenção perene das Diretrizes Constitucionais,  consolidadas através da manifestação livre e independente  do cidadão

que, dentro dos princípios sadios da participação política e do exercício do voto, tenha a sua vontade respeitada.

Proclamar o postulado da fidelidade aos princípios básicos de Lutar pelo Dever, Direitos e à Democracia, com liberdade  dentro da Lei:  Igualdade  na conquista de novas oportunidades;

Fraternidade com harmonia social, e Evolução pelos esforços em prol do bem-estar do povo e do progresso do Brasil, a fim de adequar sua ação  à realidade nacional, sob o signo dos

seguintes marcos fundamentais:

I – DEMOCRACIA –   Preservar a organização federativa e a forma republicana, consagradas  na Constituição, tendo em vista a soberania da União, autonomia dos Estados do Distrito Federal, dos Municípios dos Poderes Executivo , Legislativo, Judiciário , essenciais ao exercício livre da Democracia.

II – LIBERDADE – Propugnar pela prática efetiva da Democracia, através do exercício das liberdades civil e política, em todas as suas formas de manifestação, capaz de promover  o desenvolvimento social, econômico, cultural, profissional, político e sindical, bem como de culto religioso, preservando, assim, o nossa Leme “Ordem e Progresso” no seio da  coletividade Pátria.

III – DIREITOS E DEVERES – Respeitar os direitos do indivíduo, da família e dos seguimentos que se lhes referem, ante a necessidade de preparar a juventude, oferecendo-lhe maiores oportunidades

A sua integração social, proporcionando-lhe assistência e vigilância para que o seu desenvolvimento físico e intelectual sejam orientados democraticamente. A maestria de promover o bem-estar,

corresponde ao cumprimento dos deveres e colaboração inevitável do homem na construção racional de uma sociedade justa e fraterna.

IV –  SOLIDARIEDADE –  Reconhecer a harmonia entre os homens, para florescer uma sociedade de seres úteis, resultando em deveres para com  a Pátria, combatendo os que ambicionam o poder

para abusar da confiança do povo. Igualdade como símbolo de força e progresso, para alcançar a estabilidade das instituições livres e manter a convivência social e distribuição justa dos bens e

V – EDUCAÇÃO E CULTURA – Dedicar especial atenção ao preparo do homem para o desempenho da sua missão cívico-social, proporcionando-lhe as condições básicas de: moradia, instrução,

formação e valorização profissional, liberdade de associação,  amparo ao obreiro rural e urbano.

VI –  SAÚDE E PREVIDÊNCIA – Fortalecer e promover a integração  dos órgãos federais, estaduais e municipais e entidades privadas, na assistência  médico-sanitária e previdenciária, objetivando

melhorar o sistema de proteção à saúde e previdência.

VII –  TRABALHO E JUSTIÇA SOCIAL –  O correligionário, construtor social, encontrará na dedicação ao trabalho a sua realização, colaborandopara o desenvolvimento econômico e aprimoramento

da justiça social. O equilíbrio entre o trabalho e o capital, frutos de prosperidade na construção de uma sociedade permanente, consagra maior estabilidade à Pátria e à Família.

VIII –  TERRA – Orientar e programar os fatores institucionais econômicos e sociais, visando a preservação do meio-ambiente, das normas de aquisição e ocupação da terra, utilizando-a como áreas

de  cultura, pastagem e reserva florestal. A fixação do homem no campo  produzindo, é fator básico para obtenção da riqueza e bens proporcionados pelos recursos naturais.

IX –  RELAÇÕES EXTERIORES – Balizar a política externa  do Brasil, sob reserva da reciprocidade, tendo como fundamentos:

  1. A soberania Pátria;
  2. Repúdio às conquistas territoriais;
  3. Garantia dos direitos dos povos e individuais;
  4. Harmonia e cooperação fraternas entre os,povos;
  5. Tratados, convenções e acatamento dosmprincípios do direito internacional;
  6. Respeito às representações diplomáticas e consulares;
  7. Solidariedade e participação na política de integração das nações americanas;
  8. Livre comércio e intercâmbio tecnológico;
  9. Participação AS PESQUISAS SÓCIO-CIENTÍFICAS EM TODAS AS ÁREAS DO UNIVERSO.
  10. Liberdade – igualdade – fraternidade – evolução
  11. São Paulo, 20 de agosto de 1985 – DI do maçon
  12. Comissão diretora nacional provisória

Presidente –  ALVARO SOLON COELHO

1º Vice-Presidente – FELIPE COCUZZA

2º Vice-Presidente  HARUNOBU TAKAKI

Secretário Geral –  JAIR EURICO PEREIRA

1º  Secretário – JOAQUIM MARIA DA COSTA LEITÃO

2º Secretário –  CICEO EURICO LEONEL DFERREIRA NETTO

Tesoureiro – EURIPEDES ROSA

1º Tesoureiro – ARI JOSÉ FERREIRA

2º Tesoureiro –  JOÃO DEMÉTRIO GIANOTTI

Endereço Provisório: Rua Dom José de Barros, 17 – Conj. 101

CEP 01038 – Caixa Postal 5.731 – CEP 001051 – São Paulo – (SP).

Sr. Presidente, Srs.  Deputados, este é um  manifesto da LPD . Liga Progressista Democrática e nada mais oportuno que no Dia do Maçon se fizesse a leitura deste manifesto

Quando vemos a nação  atualmente no pluripartidarismo, já havendo  25 partidos praticamente constituídos, porque não um partido livre, soberano e democrático, forjado por irmãos maçons ?

Quero nesta oportunidade, parabenizar-me com a LPD pela feliz iniciativa (palmas).